ads

Babylon – Resendria #06

De uns anos pra cá, cada vez mais os animes têm obtido êxito em abordar assuntos mais delicados. Vemos como exemplo o sucesso astronômico que Wonder Egg Priority atingiu mesmo sendo um anime focado predominantemente em drama. Não é como se esses animes não existissem antigamente, mas ao que tudo indica somente agora eles têm ganhado tanta notoriedade, isso significa que o mercado engessado de Battle Shounen voltado para o público infanto-juvenil já não representa um monopólio e um público novo e mais maduro está finalmente se integrando. E foi justamente nessa nova leva de animes mais sérios que encontramos Babylon.

Babylon é um anime de 2019 de suspense feito por um estúdio pouquíssimo conhecido, então na época ele foi ofuscado por obras com mais visibilidade. A trama segue o detetive Zen, investigando uma série de casos de suicídios. Como toda série policial que se preze, Babylon está recheado de plot twists o que faz a dedução da narrativa quase impossível. Dessa perspectiva, a obra é bastante imersiva na medida que fornece para o público todas as pistas para adivinhar o que será feito, mesmo que seja uma tarefa extremamente difícil. 

Entretanto, diferente do que você possa estar pensando, não há mistério quanto ao criminoso que está realizando toda essa matança. Pode ter parecido meio confuso até aqui associar suicídios a crimes, mas é porque a vilã, Magase Ai, é capaz de convencer as pessoas a se matarem. 

É de conhecimento público que o Japão é um país com altos índices de suicídio por ano. Então com um assassino capaz de despertar esse ímpeto nas pessoas, isso agravaria ainda mais o país. Se talvez tenha ficado confuso como a Magase faz isso, fique tranquilo que a obra vai explicar e isso nem é tão importante para ser sincero. O que Babylon quer falar mesmo é sobre a ética no ato de subtrair a própria vida, para tal é claro ele vai utilizar um palco de investigação policial, mas isso não passa da camada mais superficial da obra. 

Diante desse contexto, os personagens começam a questionar-se se é suicídio/eutanásia deveria ser considerado um crime ou não, para tal tarefa eles entram em um debate ideológico sobre o que é mau e o que é bom. Quem é mal: Magase por encorajar suicídio ou as autoridades que limitam a liberdade de seu povo? Suicídio deve ser uma escolha individual ou social? O simples fato de não sabermos se sequer se há uma resposta para todas as perguntas instiga ainda mais a continuar assistindo.

Esse tipo de divagação é interessante não só no escopo do anime mas também para nossas próprias vidas. O debate ético e moral sobre o que é certo a se fazer permeia toda a nossa vida a partir das escolhas que tomamos, então é praticamente indissociável essa questão ao ser humano, na verdade podemos acertadamente dizer que é inerente ao ser humano pensar em coisas assim. Para aqueles que já acompanham as resenhas há um tempo, sabem como meu objetivo aqui é sempre recomendar alguma obra que o público possa retirar algo de “útil” vindo de algo supostamente “inútil” como os animes, espero que gostem.

ads